Noticias

Croácia – Assembleia Geral do Movimento Juvenil Salesiano da Europa e Oriente Médio

ler mais

Índia – “Sejam construtores de paz”: um convite a cuidar da Criação

ler mais

Argentina - Novo Centro de Formação Profissional é inaugurado em Formosa

ler mais

América - Juventude, arte e transformação social: Festival Artístico das Obras Sociais Salesianas - RASS 2022


21 Setembro 2022 22:00 | Por admin
América - Juventude, arte e transformação social: Festival Artístico das Obras Sociais Salesianas - RASS 2022

(ANS – América) – Vinte e sete obras, de 14 Inspetorias e frutos do talento de jovens nas artes do teatro, dança, canto, música e circo, participaram do Festival Artístico de Obras Sociais Salesianas “Juventude, arte e transformação social”.

O objetivo do festival, realizado nos dias 30 e 31 de agosto, foi destacar o papel dos jovens como agentes de mudança, seja em suas vidas como na sociedade, reconhecendo em particular o talento dos jovens que participam das Obras Sociais da América e divulgar seu potencial.

Também participaram do festival, no papel de comentadores, salesianos de diversos países, familiarizados com o trabalho das Obras Sociais e que atuam como Inspetores, Delegados de Pastoral Juvenil, Vigários ou membros de organizações salesianas: Juan Linares (Presidente de “Jóvenes y Desarrollo “), P. Marcelo Farfán (ECU), P. Manolo Cayo (PER), P. Jorge Bastidas (VEN), P. Francisco Lezama (URU), P. Francisco Miranda (PAR), P. Francisco Sánchez (ECU), P. René Santos (CAM). O P. Gabriel Romero, Conselheiro Regional para a América Cone Sul e o P. Hugo Orozco, Conselheiro Regional para a Interamérica, abriram o evento nos dois dias.

Um dos objetivos da RASS é divulgar o grande trabalho realizado pelas Obras Sociais na transformação da vida de crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade e, desta vez por meio da arte, abordar temas como a capacidade de resiliência, a luta por sonhos, direitos e redução das desigualdades.

Durante os dois dias do festival, cada jovem artista compartilhou uma parte de sua vida e de seus sonhos, expressando-se por meio dos ritmos da “champeta” colombiana, das “cumbias” de vários países, das danças andinas ou de canções dedicadas a Dom Bosco, espetáculos circenses, fantoches, teatro, poesia e percussão. Com sua arte, eles tocaram corações e sensibilizaram a opinião pública sobre os problemas sociais dos jovens e sobre o quanto os salesianos ainda precisam trabalhar para transformar a realidade da América.

As Inspetorias salesianas que participaram do festival foram: Colômbia – Medellín (COM), Venezuela (VEN), Peru (PER), Colômbia – Bogotá (COB), Haiti (HAI), América Central (CAM), Bolívia (BOL), Argentina Norte (ARN), Uruguai (URU), Paraguai (PAR), Chile (CIL), México – México (MEM), Equador (ECU) e Argentina Sul (ARS).

“Sem dúvida, há muito potencial artístico e transformador nas crianças, adolescentes e jovens das obras sociais americanas e este potencial é promovido graças à dedicação, amor e paciência de educadores, leigos e consagrados, que o tornam possível. Como RASS, temos o grande desafio de multiplicar Valdocco para os jovens de hoje, para que possamos ser uma rede na qual nos relacionamos, nos comunicamos e nos sentimos como uma família inclusiva e transformadora que gera oportunidades de desenvolvimento integral”, declara a RASS.

As 27 apresentações individuais e a transmissão ao vivo dos dois dias do festival estão disponíveis no link.

{gallery}Festival RASS{/gallery}